terça-feira, 29 de janeiro de 2013

"Gaspar" começa a pinar!


Há quatro meses atrás, fiz uma boa ação. Recolhi um cão bebé, quase recém nascido, da rua. Parece que o destino é lixado e encontrei-o à minha porta, um dia depois de uma conversa sobre animais com o casal das amigas cá de casa. Tem sido tempos difíceis porque educar um cão bebé não é nada fácil. As necessidades fisiológicas é a cena que me está a custar mais, uma criança é difícil mas pelo menos usa fraldas, agora um cão, por mais que não lhe queira chegar a mão ao pêlo quase que é inevitável para que aprenda o que é bem e/ou mal feito. Quando faz bem, ganha biscoito, quando faz mal (ou seja, não faz no quintal ou no sítio próprio), leva açoite. Não sei se é a melhor maneira mas é a maneira que arranjei para tentar que o menino não me inunde a casa de xixi e eu não parta pernas com a patinagem artística que daí advém.

Passando ao assunto que me levou a escrever este post.


O meu cão têm aproximadamente 5 meses e hoje começou a sua atividade sexual, com o meu braço. Começou bem mais cedo que o dono. Não me larga o braço e está completamente vidrado em meter o chourição cá para fora. O problema foi quando senti aquele naco de carne na minha mão, a esteria foi tal que está espelhada num vídeo de apenas quatro segundos, sim, apenas quatro, a pressão e o susto foi tão grande que não consegui controlar a câmara e desliguei a filmagem. Fiquei tão transtornado que fiquei que nem uma bixa maluca! É preciso o som estar bem alto.

Já vi isto mil vezes e não consigo deixar de soltar umas belas gargalhadas. :|



3 comentários:

  1. Ahahahah "Oh não!" :D

    ResponderExcluir
  2. isso é so o inicio! o M passa a vida a mandar jorradas de esperma para o chao da cozinha! :P

    ResponderExcluir
  3. Ai não me digas isso... que nojo lol! Vou cortar-lhe os tintins!!

    ResponderExcluir